Disse o nome de Deus em vão

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Acho que vou para o inferno, disse o nome de Deus em vão e quebrei um dos dez mandamentos, e essa é uma das coisas que não posso fazer. Pois dizer o nome de Deus em vão é contra a lei das religiões.

Mas o que será mesmo dizer o nome de Deus em vão? Primeiro precisamos entender o que é “em vão”. Segundo o dicionário “em vão” quer dizer coisa fútil, que não tem finalidade. E eu pergunto a você quando é que isso acontece? Se eu digo “odeio Deus”, será que isso é em vão? Claro que não, estou expressando minha opinião mesmo que ela seja diferente da sua.

Em que situação mesmo vou dizer o nome de Deus em vão? E em vão pra quem? Pois tenho certeza que a qualquer momento a coisa será útil para ao menos uma pessoa. Mesmo que essa coisa seja escrever o nome de Deus em um guardanapo, tenho certeza que isso fará sentido para alguém. Então que tipo de mandamento é esse, que pede uma coisa que nunca irá acontecer.

É impossível dizer o nome de Deus em vão, mesmo que eu diga que vou dizer o nome de Deus em vão só para dizer que esse texto está errado, ainda sim estaria fazendo isso para provar que esse texto está errado, e sendo assim haverá um sentido em tudo isso, mesmo que um sentido meio louco.

A questão é que os mandamentos são altamente autoritários, assim como George Carlin já nos falou. Assim como há algumas coisas estranhas nas versões dos dez mandamentos. Se são dez mandamentos de Deus, e Deus é um só, porque é que existem diferentes versões desses mandamentos, hora, Deus não é só um? Por que o catolicismo prega o domingo de descanso, e os adventistas pregam o sábado? Será que Deus é preguiçoso e precisava de dois dias para descansar? Por que será que no judaico os mandamentos não cobiçar a mulher e as coisas do teu próximo estão juntos, e no catolicismo a mulher é um mandamento e as coisas são outras? Será que o Deus do catolicismo é feminista.

São coisas estranhas que me pergunto todo dia porque acontecem. Será que tudo é uma farsa e nós vivemos na cabeça de um deus que manipula tudo? Será que o livre-arbítrio não existe e somos todos marionetes de um ser superior? Ser esse que não permite que falemos seu nome quando quisermos, ser esse que não me permite ser feliz pegando a mulher do próximo? Que ser é esse? É uma coisa para se pensar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *