Respeite a minha religião, e minha escolha

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Não seu idiotinha de uma figa, eu não sou nenhum louco ou não sei o que estou fazendo. Minha escolha é essa, e você não pode mudar. Não foi por acaso, não foi sem querer, sempre soube onde estava me metendo. Escolhi porque para mim ela representa as melhores vantagens no meu ponto de vista. Sim, sei que ela tem um monte de coisas erradas, mas a sua também têm, e eu não vivo falando dela, ou mandando você mudar sua escolha.

Sabe o porquê? Porque acima de tudo eu respeito a sua opinião. Respeito a sua escolha, mesmo achando que ela está totalmente errada. Sei que a minha não é a melhor, mas de todas, foi a única que me conquistou, e que me deixou acreditar que talvez com ela a gente tenha um pouco de futuro. E antes que você diga alguma coisa, sim, pesquisei sobre tudo o que já aconteceu com ela, os problemas, as dificuldades, as soluções e os boatos que não eram verdadeiros.

Você deve ter feito o mesmo com a sua, e também descobriu que alguns boatos não eram assim tão reais. É que todo mundo tenta inventar alguma coisa para destruir a outra, quando a outra é a que é contra a sua. Mas vamos ser sinceros, nenhuma é tão boa assim, a gente acaba escolhendo a que aos nossos olhos acaba aparentando ser melhor.

É que todas têm defeitos, assim como eu e você. É difícil, eu diria até impossível, a gente encontrar alguém que não tenha defeitos para contar.

Então respeite a minha escolha, ela foi feito após muita reflexão, e não foi manipulada pela mídia. Minha escolha poderia muito bem estar falando de política, mas no fim das contas a escolha é sobre minha religião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *