O que o Coelho e o Ovo tem a ver com a Páscoa?

Tempo de leitura: 3 minutos

O coelho é um símbolo da Páscoa. Segundo contam para as crianças, no Sábado de Aleluia está mágica figura põe seus ovos de chocolate, para que no Domingo de Páscoa as crianças possam achá-los.

Mas de onde será que surgiu essa tal tradição? Já quem nem mesmo ovos ele põe? Pensando nisso, resolvi ir em busca desse incrível mistério, e trago agora para você o que realmente esse animal significa.

Primeiro é necessário que você entenda o verdadeiro significado da Páscoa. Para facilitar seu trabalho eu tenho um texto que magicamente ajuda a fazer isso, clique aqui para ver.

Continuando, o coelho tem vários significados em relação a Páscoa. O primeiro é o mais obvio, o coelho é símbolo da fertilidade, já que ele se reproduz com bastante facilidade. Para você ter uma ideia, uma gestação dura em média 30 dias. Assim, como a Páscoa tem essa ideia de ressurreição e de dar oportunidade para a vida, o coelho se relaciona muito bem. Já no antigo Egito, o coelho simbolizava o nascimento e a nova vida.

Outra razão é que alguns povos da Antiguidade o consideravam o símbolo da Lua. É possível que ele tenha se tornado símbolo pascal devido ao fato de a Lua determinar a data da Páscoa.

Existe também a lenda de que uma mulher pobre coloriu alguns ovos de galinha e os escondeu, para dá-los a seus filhos como presente de Páscoa. Quando as crianças descobriram os ovos, um coelho passou correndo. Espalhou-se, então, a história de que o coelho é que havia trazido os ovos.

Mas a minha razão preferida, e que acho a mais coerente para isso, está relacionada com a mitologia anglo-saxã. Nela existe uma deusa chamada Eostre ou Ostera, que é conhecida como deusa da fertilidade, do amor e do renascimento.

Na verdade, ela quem deu origem a essa Páscoa. Antigamente as pessoas comemoravam e faziam cultos para essa deusa. Os antigos povos nórdicos comemoravam o festival de Eostre no dia 30 de Março. Posteriormente, a igreja católica acabou por substituir às festividades pagãs de Eostre pela Páscoa, não sem absorver muitos de seus costumes.

É justamente por isso que a Páscoa tem coelho e ovos. É que nas pinturas a deusa Eostre é representada segurando um ovo em sua mão e observa um coelho, símbolo da fertilidade, pulando alegremente em redor de seus pés nus.

Junte a isso o que você sabe, e perceba que tudo está relacionado. O coelho da Páscoa é símbolo da fertilidade, e era representado junto com a deusa da fertilidade em suas comemorações. O ovo também é um símbolo de fertilidade, e era também representado junto com essa deusa.

Talvez você pergunte: Mas porque é um ovo de chocolate?

A explicação pode ser mais de marketing do que necessariamente de tradição. Na verdade, em muitas culturas, as pessoas presenteiam as outras com ovos pintados, sejam eles ovos de galinha, ou simplesmente ovos feitos com outros materiais, como porcelana.

O símbolo está no ovo, não no chocolate. O chocolate foi apenas uma mera adição que alguns povos, como os brasileiros fizeram, para simplesmente deixar o símbolo “ovo” mais interessante. Afinal, nessa época, as empresas que comercializam chocolate acabam vendendo bem mais que o normal.

Isso é razão mais que suficiente para entender que as tradições são na verdade um conjunto de várias coisas, que foram modificadas. E de verdade, nunca teremos certeza absoluta de onde isso surgiu.

Mas podemos pensar, analisar e pesquisar. Enquanto continuarmos fazendo isso, poderemos continuar sabendo que iremos nos tornar pessoas melhores.

Com informações da Wikipédia, Ceticismo.net, Significados e Sua Pesquisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *